O evangelista Billy Graham faleceu aos 99 anos nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, em sua casa na cidade de Montreat, Carolina do Norte (EUA). Em seus últimos anos de vida, ele conviveu com a saúde debilitada e a perda parcial da audição.

Billy Graham se dedicou ao ministério evangelístico ao longo das últimas décadas, e se dizia compromissado com a Grande Comissão ordenada por Jesus em Marcos 16:15: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”. Durante seu ministério, ele pregou a mais de 215 milhões de pessoas, em 185 países.

Sua dedicação ao evangelismo acompanhou a evolução da tecnologia, e a associação evangelística que carrega seu nome – fundada em 1950 – se valeu do rádio, televisão, filmes, fitas cassete, DVDs e transmissões online para alcançar as pessoas nas cruzadas evangelísticas ao redor do mundo.

De acordo com informações do portal Charisma News, Graham passou a ser mundialmente conhecido a partir de 1949, quando realizou uma cruzada em Los Angeles e durante seu apelo centenas de milhares de pessoas se entregaram a Jesus.

O portal G1 noticiou a morte de Billy Graham destacando que “ele pregou para mais pessoas do que qualquer outro [pregador] na história, atingindo milhões seja pessoalmente, na TV ou por links via satélite”.